Como funciona a metodologia PBL?

Afinal, o que é PBL (Problem Based Learning)?

Trata-se de uma metodologia ativa de ensino, na qual os alunos recebem problemas práticos e devem resolvê-los conjuntamente, ao contrário da tradicional transmissão de conhecimento por meio de aulas expositivas.  

Em tradução livre, consiste em uma Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP) que promove o desenvolvimento de habilidades de trabalho em grupo. Além disso, também estimula o estudo individualizado, ou seja, baseado em interesses pessoais e é excelente para se adequar ao ritmo de vida de cada estudante, transformando-os em agentes proativos no processo de aprendizagem.

Muita gente questiona se este método pressupõe que o aluno estudará sozinho, sem o auxílio dos professores. Na realidade, os professores atuam como tutores ou facilitadores de grupos, tendo a oportunidade de conhecer profundamente as necessidades e dúvidas de cada um de seus alunos.

O método PBL foi adotado pela primeira vez em 1969 na Universidade McMaster e na Universidade de Maastricht, no Canadá e na Holanda, respectivamente. Algumas faculdades no Brasil e na Argentina já adotam o PBL como método de ensino. 

Na Argentina, o método é utilizado nas seguintes Universidades: UNR – Universidad de Rosario, Universidad Maimónides e Universidad de Córdoba.

COMO FUNCIONA O PBL

Para entender como funciona a metodologia PBL, é importante definir algumas ações necessárias que facilitam bastante o processo.

ESCLAREÇA OS TERMOS DESCONHECIDOS

Inicie pela leitura do problema, tentando compreender os conteúdos desconhecidos, palavras específicas ou termos técnicos.

Assim, você diminui os desafios e garante o entendimento geral do problema. Neste caso, você pode solicitar o esclarecimento do tutor/professor para que o entendimento do problema proposto seja efetivo. Além disso, referências sobre o tema podem ser solicitadas para consulta.

SELECIONE OS PRINCIPAIS TÓPICOS 

Em seguida, selecione os principais problemas a serem diagnosticados. Comece pelos desafios maiores e depois liste os menores. 

Estes obstáculos devem ser adaptados de acordo com o respectivo contexto. Cada um deles deve ser analisado meticulosamente para que posteriormente cada colaborador se posicione.

TRABALHE EM GRUPO

Após analisar cada um dos problemas, cada colaborador deve fazer sua contribuição de acordo com  seus conhecimentos prévios. Na próxima reunião, todos devem discutir o tema para que cheguem a um consenso sobre a melhor solução para o caso.

FAÇA UM RESUMO

Este é um dos momentos mais importantes, pois é quando todas as informações levantadas durante a análise do problema serão reunidas. Lembre-se de quais foram os obstáculos listados e as hipóteses levantadas por cada um do grupo para chegar à solução.

Todos os prós e contras devem ser considerados e as dúvidas, sanadas. Todas as considerações devem ser abordadas, seja através de dúvidas, refutações ou prognósticos.

COMPARTILHE INFORMAÇÕES

Os profissionais participantes do grupo devem contribuir com a discussão, compartilhando e apresentando os melhores resultados e soluções. Depois desse processo, são feitas análises e definidas as melhores opções para solucionar o problema em questão. 

Finalmente, é realizada uma avaliação de desempenho individual e coletivo a fim de aprimorar o próximo PBL. A cada nova situação, o processo se repete. 

Como é possível notar, o PBL procura incentivar os profissionais a definirem suas metas de aprendizagem, oferecendo ao aluno um papel muito importante durante o processo, além de capacitá-los a solucionar problemas através de conhecimento e de um excelente método. 

Rolar para o topo