Educação superior na Argentina está à frente do Brasil

Longe de nós querer buscar uma rivalidade mais acirrada que a do futebol com nossos vizinhos argentinos, mas em matéria de Sistema de Educação, a Argentina dá um show de bola.

A Educação Superior na Argentina apresenta dados melhores que os do Brasil e, neste artigo, iremos nos aprofundar neste tema.

Apesar de ambos os países enfrentarem cenários críticos na economia, em outros setores as diferenças se mostram acentuadas. E não é só a Educação Superior na Argentina que apresenta índices mais favoráveis – sua Educação de Base também se destaca. 

QUALIDADE DOS PRIMEIROS ANOS ATÉ A PROFISSIONALIZAÇÃO

Na Argentina, a Educação Primária e a Educação Secundária básicas são garantidas pelo Estado nos primeiros nove anos de formação e são totalmente gratuitas.

OS DEBATES SOBRE EDUCAÇÃO SÃO CENTRAIS NA POLÍTICA INTERNA ARGENTINA

O sistema educacional da Argentina obteve destaque na Unesco (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura) e na Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) como um dos mais progressistas da América Latina.

Precisamos ressaltar que o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) da Argentina é superior ao do Brasil. Ele é calculado pela ONU com base em um conjunto de indicadores socioeconômicos.

Portanto, além da educação, outras áreas como saúde e qualidade de vida são mais bem avaliadas na Argentina.

A expectativa de vida de um cidadão argentino é de 77 anos, um ano a mais que a dos brasileiros.

COMBATE EFETIVO AO ANALFABETISMO

Programas de alfabetização para jovens e adultos são executados pelo Ministério de Educación de la República Argentina em todo o país. Isso gera taxas muito baixas de analfabetismo e uma Educação Superior de qualidade.

Além disso, o sistema de seleção das universidades não se dá através de vestibular, como acontece no Brasil, e é totalmente gratuito. No entanto, o grau de dificuldade dos cursos é elevado, sendo necessário estudar muito para manter boas notas.

Isso atrai alunos do mundo inteiro, principalmente da América Latina – brasileiros, chilenos, bolivianos, colombianos, entre outras nacionalidades. 

INSTITUIÇÕES EDUCACIONAIS RENOMADAS

A Universidade de Buenos Aires (UBA) é uma das melhores e mais famosas universidades públicas da Argentina e foi a segunda universidade fundada no país, em 1821. Os primeiros departamentos foram os de Primeiras Letras, Estudos Preparatórios, Ciências Exatas, Medicina, Ciências Sagradas e Jurisprudência.

Cinquenta anos depois, a UBA se organizou em Faculdades e as três primeiras foram: Ciências Médicas, Direito e Ciências Sociais e Ciências Exatas.

Além de tradicional e reconhecida na Argentina, a UBA é considerada uma das mais importantes instituições de Educação Superior da América Latina. Em seus quase dois séculos de história, transformou-se em centro de referência em formação profissional, extensão universitária e pesquisa.

MALAS PRONTAS PARA ESTUDAR NA ARGENTINA

A situação atual da Argentina, em matéria de educação, é mais favorável que a do Brasil, disso não temos dúvidas. Além do mais, a qualidade de vida do povo argentino é superior à do Brasil, inclusive em termos de segurança. 

Para mais informações sobre o processo e sobre os custos para estudar Medicina na Argentina, clique aqui e saiba como se tornar um profissional renomado e reconhecido no mundo inteiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para o topo